Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

2765 - Confirmada a implantação do novo aeroporto gaúcho no Vale do Caí

Ficheiro:AeroportoGuarulhos A380 Interno.jpg
Superaviões, como A380, poderão operar no futuro aeroporto,
com carga máxima
No dia 23 de setembro de 2013 foi anunciada a localização do futuro aeroporto da região metropolitana de Porto Alegre. Foi confirmada a localização entre os municípios de Portão e Nova Santa Rita. Tanto Portão quanto Nova Santa Rita são ex-distritos de São Sebastião do Caí.
A área destinada ao novo aeroporto fica a aproximadamente oito quilômetros (em linha reta) da cidade de Capela de Santana (outro ex-distrito caiense) e aproximadamente 18 quilômetros tanto do Caí quanto de Montenegro.
O novo aeroporto deverá ficar pronto em dez anos e terá, inicialmente, duas pistas, mas já com área reservada para mais duas. As pistas são longas, possibilitando a operação de aviões como o Boing 747 e o Airbus A-380. Um Boing 747 tem capacidade para transportar até 135 toneladas. 
Mesmo sem a ampliação, o terminal terá capacidade para transportar 20 milhões de passageiros por ano.
A área reservada para o projeto prevê a eventual construção de pistas ainda mais longas que as inicialmente construídas. De modo que aviões ainda maiores possam ser operados ali, futuramente.
Além de suprir uma necessidade do estado - já que o aeroporto Salgado Filho está próximo do esgotamento da sua capacidade, o novo aeroporto permitirá a operação de mais aviões e aviões maiores. Inclusive os maiores cargueiros do mundo.
Isso é muito importante, pois aviões com grande capacidade possibilitam redução no custo da passagem e do frete de mercadorias.
Empresas se instalarão nos municípios vizinhos tendo em vista a possibilidade de exportar seus produtos com baixo custo. É viável, inclusive a produção de carnes (de peixe, de gado, de frango) nas proximidades de aeroporto e exportá-la fresca por via aérea.
Uma carga de 135 toneladas significaria 135 mil quilos de carne e o preço do frete, mesmo para a Europa ou Estados Unidos, não pesaria muito no custo final do produto.
O novo aeroporto abre excelentes perspectivas para o futuro desenvolvimento dos municípios do Vale do Caí. Especialmente para os de Portão, Capela, Caí e Montenegro.
Atualmente, indústrias gaúchas levam produtos de caminhão até São Paulo para, de lá, exportá-los em grandes aviões. Esses cargueiros não têm condição de aterrizar no Salgado Filho, em Porto Alegre, com sua carga máxima.

Foto divulgada na internet através da Wikipedia


Nenhum comentário:

Postar um comentário