Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

domingo, 16 de março de 2014

3799 - Mais comentários sobre a rua Osvaldo Aranha

Foto campeã de comentários na página de Facebook Montenegro de Ontem



Eloisa Galetto postou na página do Facebook Montenegro de Ontem, essa foto que mostra a rua Osvaldo Aranha, pelo ano de 1967. Vendo a foto, Egon Schaeffer (dono de uma das melhores memórias de Montenegro), escreveu os seguintes cometários:

"A Agência Ford teve seu inicio na década de 1950. Ela tinha um posto de gasolina naquela parte mais baixa do prédio que fica bem na esquina.A bomba de gasolina ocorreu em 1956. Mesma época em que Irma Wahe providênciou a pintura do armazém e da casa de 2 pisos anexa, na Capitão Cruz sua também. 
A Ford era de propriedade de Firmino Bozetto e Mário Florian, sendo que esse sócio faleceu numa cirurgia.
Firmino, então, trouxe seu sobrinho Ari para trabalhar na empresa e este, além de trabalhar ao lado do tio, formou-se em advocacia. Casou com Hasta Schneider, irmã do Schneidinha, goleiro do Inter  e depois preparador de goleiros.
Ivan Zimmer fazia a contabilidade da firma. A primeira casa adiante do prédio principal da Mecauto, foi usado para a venda de tratores e ficou sob a direção de Círio Richter. Na época, um rapaz muito simples, que atendia na loja calçando chinelos.
Logo adiante havia a salão de beleza de Isidora Rocha Moreira, especialista em preparar debutantes ou modelos para eventos.
Em seguida encontrava-se o prédio do jornal O Progresso de Hilton e Miguel Teixeira. 
Adiante havia um  armazém e duas casas de moradia. Do outro lado existia uma linda casa entre árvores, onde hoje é o posto de gasolina Weber. 
Antes do armazém de dona Irma, no sobrado azul morou Oscar Pedrotti renomado escritor montenegrino e depois da sua saída morou ali Íria Camargo, que já foi vereadora montenegrina em época recente. Ela instalou ali o seu Centro Espirita.
Na casa ao lado, em direção à rua Ramiro Barcelos, moravam Stevan e Laura Olivieski, originários de Candelaria, que trabalhavam na Farmácia Guarani, de Adi Santos.
Em frente à esquina da Ford, morava o pai de Ivan Jacó Zimmer, num casarão. Nesse local , a agência Ford construiu um prédio todo envidraçado para servir de vitrine de automóveis e outros veículos.
No sobrado que aparece bem à esquerda na foto, morou o escritor Oscar Pedrotti, autor de vários livros bastante divulgados pelo país naquela época. Pedrotti, ao contrário de outros artistas montenegrinos, permaneceu na cidade. Com mais idade, mudou-se para outro prédio situado  também na Osvaldo Aranha, um pouco abaixo da esquina com a rua João Pessoa, no lado esquerdo da rua para quem vai em direção ao morro São João. 
Bem defronte à Ford, na Capitão Cruz, havia a casa de Irma Wahi, havia a  Receita Estadual. Depois que se mudou foi morar ali o Major Ortiz, pracinha de Monte Castelo. Defronte ao armazém de Irma funcionava a SAPS e DEPOIS A COBAL,na casa mais acima morava Ivan e depois a Joalheria Leindecker. 
Outros estabelecimentos importantes desse trecho da Osvaldo Aranha foram a ferragem Nogueira e a casa comercial de Edmundo Kron."

Essa postagem de Eloisa Galetto inspirou muitos outros comentários. 
Heloisa Piqueres e Liete Reis disse relataram que também estudaram datilografia na escola Cruzeiro do Sul e Carlos Kehrwald (Carlão) informa que a  LBA (Legião Brasileira de Assistência) também oferecia aulas de datilografia na rua Assis Brasil e essa foi a primeira escola de datilografia em Montenegro. O pai de Carlão, Seno Kehrwald, também  ensinou datilografia naquele local, assim como na loja Ibraco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário