Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 17 de maio de 2014

4030 - Vitorino




Maria Ramalho Nunes comentou no Facebook que Vitorino chamava seu irmão (Rogério) de cunhado. Sua dúvida é se era por causa dela ou da sua irmã. Lourdes Campos relata que quando encontrava Vitorino na rua, ele pedia uma nicinha (moedinha). Quando pequena, ela tinha medo dele. Depois passou a vê-lo com simpatia, como todos os montenegrinos. Lembra que Vitorino usava calças com suspensórios e que quando ele faleceu o cortejo fúnebre foi o maior que ela já viu.
Em vida, Vitorino costumava carregar a cruz nos cortejos fúnebres e trabalhava carregando malas, na Estação Rodoviária, até o carros de praça (modo como eram denominados os taxis na época). Também fazia a entrega de assinaturas do jornal Folha da Tarde.
  • Renato Klein

No governo do prefeito Roberto Cardona, foi festejado o aniversário do Vitorino
a festa foi na prefeitura e as pessoas presentes na foto são funcionários da
Secretaria da Fazenda

  • Nos desfiles cívicos, Vitorino desfilava metendo-se entre os escolares

    Fotos postadas no Facebook Lisiane Escher e outros colaboradores

Nenhum comentário:

Postar um comentário