Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 4 de junho de 2014

4105 - Fábrica de bolinhas de natal

Prédio da antiga fábrica de bolinhas de natal, na rua João Pessoa



Antigamente existia um grande número de indústrias funcionando onde é o centro de Montenegro. 
A mais notável foi a cervejaria Jahn, que fazia frente para a praça Rui Barbosa. Mas existiram muitas outras indústrias fabricando os mais variados produtos. Inclusive uma fábrica de bolinhas de natal.
Essa era localizada na rua João Pessoa, perto da prefeitura, no local onde hoje existe a igreja do pastor R R Soares. 
No espaço hoje utilizado por essa igreja, antes houve a revenda Chevrolet de Montenegro, chamada Rosauto.  Ao lado do prédio da fábrica de bolinhas de natal havia outro prédio, na esquina com a rua José Luis, que foi demolido para a implantação da Rosauto, que tinha ali, bem na esquina, uma bomba de gasolina.
O nome Rosauto é uma junção do sobrenome Rosa com auto, de automóvel. Seu proprietário e diretor era Antônio Rosa, advogado mais conhecido como Nico Rosa, irmão do deputado e governador do estado Cilon Rosa, também montenegrino.
Antônio Machado Rosa, também conhecido como Doutor Niquinho, foi o mais notável historiador montenegrino. Autor da História de Montenegro, obra contida no volume 1 da antologia Montenegro de Ontem e de Hoje, volume 1, editada em 1979. O doutor Niquinho era um homem de poucas palavras, que não ficava muito na empresa, preferindo ficar na sua casa, numa fazenda do interior montenegrino. Lá, certamente, pesquisava e escrevia obras notáveis como a História de Montenegro.
Porém, antes de ali funcionar a Rosauto, aquele espaço serviu a dois notáveis empreendimentos: o Cine 14 de Julho, na esquina da rua João Pessoa com a José Luiz, e a fábrica de bolinhas de natal.
Esta fábrica pertencia a Wilibaldo (Vili) Orth, irmão do comerciante Hugo Orth, dono de importante armazém na rua Coronel José Inácio; e a Manoel (Maneca) Moraes, gerente do Banco da Província.Villi Orth foi o pai de Celso e Cilon Orth, grandes esportistas e treinadores de vôlei
Essa fábrica funcionou entre a década de 1950 e meados da de 1960 e, tendo iniciado com a produção daqueles enfeites natalinos, diversificou o seu mix de produtos fabricando também bijouterias. Havia, no mesmo local, uma loja que vendia tanto as bolinhas como as bijouterias.

Foto postada por Mara Vianna, no Facebook Montenegro de Ontem 
e informações de Egon Schaeffer

Nenhum comentário:

Postar um comentário