Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 4 de junho de 2014

4111 - 4ª Rústica da Bergamota

A participação do menino caiense Thomas Machado foi a grande
sensação da prova (Renato Müller está à direita dele,  batendo palmas)

Choveu forte durante a madrugada de domingo e muita gente até desistiu de vir ao Caí para participar da competição.
Mesmo assim, 450 corredores compareceram e participaram da rústica.
A organização da corrida foi muito elogiada e é muito provável que nas próximas edições da corrida virão mais competidores ainda.
Na prova principal, o vencedor foi Paulo Viana, de Veranópolis e o caiense Rafael Cvitko ficou com a quinta colocação.
O Caí conta com corredores de ótimo nível, mas entre os que vieram de fora estão alguns dos melhores corredores do estado.
Entre as mulheres, a vencedora foi Deyse dos Santos Santos.
A prova foi dividida em várias categorias por idade. Dando oportunidade aos mais velhos e aos bem jovens de competir com chances de vitória. 
Sérgio Roberto Batista, por exemplo, foi o vencedor na categoria dos atletas com idade acima de 86 anos. Claro que ele não teria chances de vitória competindo com a gurizada.
Sensação
A maior sensação da rústica, porém, foi o garoto Thomas Machado, de onze anos. Ele é paraplégico, não pode movimentar as pernas. Mesmo assim, ele competiu sentado sobre um skate.
Thomas é um caso muito raro. Talvez seja a única criança paraplégica no mundo a partcipar de corridas usando um skate. Nos Estados Unidos existe um atleta com as duas pernas amputadas, mas é adulto.
Ele chegou em terceiro lugar competindo com os meninos da sua idade e as fotos da sua primeira corrida bombaram no Facebook.
No Natal tem outra
Os principais organizadores da prova ficaram entusiasmados com o alto nível da prova e com os elogios recebidos dos participantes. 
Jader Wommer, que é especializado na organização de corridas, disse que essa foi a rústica de melhor nível já organizada por ele. 
O caiense Renato Müller também ficou entusiasmado e os dois já pensam em organizar outra prova ainda neste ano, no Natal.
Vitoriosos
O Caí tem tradição nas provas de rústica. Que vem desde a década de 1980, quando começou a ser realizada a Olimpíada Municipal.
Apesar do alto nível dos visitantes, vários caienses se deram bem na corrida.
Maikon Kussler, de cinco anos, foi o primeiro colocado na sua categoria. Isabela Heyneck, de três anos, ficou em segundo lugar. Vitória Lisiane Fernandes foi a terceira na categoria dos 20 aos 24 anos. Cristine de Souza ficou em quinto lugar na categoria dos 30 aos 34 anos. Elise Pilger foi a primeira na dos 60 a 64 anos. Márcia Ross chegou em quarto, na de 45 a 49. Alaor Lourenço foi segundo na de 65 a 69 anos.

Matéria publicada no jornal Fato Novo em 4 de junho de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário