Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

domingo, 17 de agosto de 2014

4671 - Montenegro, obra monumental, felizmente reeditada pela Gráfica Gehlen

Reedição da monumental obra de Campos Neto










































O livro Montenegro, lançado em 1924 pela prefeitura (então se dizia intendência, de Montenegro), é uma obra extraordinária. Ela foi criada por influência do intendente (hoje se diria prefeito) Afonso Aurélio Porto, que foi um destacado intelectual gaúcho da época.
A obra foi patrocinada pela intendência, no governo de seu sucessor, o doutor Maximiliano Schmitz, e a sua elaboração coube ao secretário da prefeitura (na época, os municípios costumavam ter apenas um) José Cândido de Campos Netto.
A obra é magnífica, com suas mais de 600 páginas e era extremamente rara. Felizmente foi agora reimpressa pela Gráfica Gehlen, sucessora da Livraria Irmãos Gehlen, que editou a obra original.
O seu conteúdo é precioso para quem ama Montenegro e para quem  se interessa pela história do Vale do Caí. 
Juntamente com São Sebastião do Caí, Montenegro foi a origem de toda a região do Vale do Caí. Os vinte municípios que formam a região fizeram parte do território desses dois municípios originais, criados na década de 1870.
Hoje o Vale do Caí se orgulha de ser a região mais desenvolvida do país. Uma exceção nacional. 
Ler esse livro (e também a Monografia Caí, editada em 1940 pela prefeitura de São Sebastião do Caí, escrita pelo secretário municipal Alceu Masson) é fundamental para o conhecimento das origens dessa região e a compreensão do sucesso que ela é.


Nenhum comentário:

Postar um comentário