Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 8 de novembro de 2014

4966 - Armazém da família Ruschel, na Feliz

O armazém Ruschel foi construído, provavelmente,
depois da construção da ponte, em 1900



Atual aspecto do antigo prédio






O passo da Boa Esperança é um lugar em que a travessia do rio Caí era mais fácil do que nos demais. Isso fez com que passasse por ali um ciminho de tropeiros: uma picada no meio da mata pelo qual os tropeiros conduziam boiadas ou tropas de mulas.
Em meados do século XIX já passavam por ali tropas de gado vindo da região de Vacaria e dos Campos de Cima da Serra, indo na direção de Porto Alegre, São Leopoldo e outras povoações gaúchas. Quando o rio estava cheio, devido às  chuvas, os tropeiros precisavam posar no local. Por isso, já na primeira metade daquele século, surgiu ali um pequeno armazém colonial. Local onde os viajantes podiam comprar alimentos e utensílios.
Com o tempo, algumas casas foram sendo construídas nas imediações, depois uma igreja e outros estabelecimentos comerciais. Assim foi sendo criada a povoação de Feliz.
Em 1900 foi construída a ponte de ferro que está lá até hoje. Ela foi feita ao lado do passo porque por ali já passava a estrada. Por sinal, estrada importante, construída por ordem do imperador Dom Pedro II, que ganhou o nome do seu primeiro ministro: Visconde de Rio Branco.
Quando a ponte foi construída, junto a ela foi erguida a importante casa comercial da família Ruschel. Na foto vemos a foto de Sebastian Ruschel, patriarca da família Ruschel na Feliz.
Essa casa ainda existe hoje, com suas características quase inalteradas.

Fotos do acervo de Felipe Kuhn Braun e do site Street Wiew

Nenhum comentário:

Postar um comentário