Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

5011 - Clube Aliança depois do incêndio

Clube Aliança incendiado no final da primeira guerra 
A convivência entre alemães e lusos, em São Sebastião do Caí, foi razoavelmente harmoniosa, ao longo de décadas. Havia algum ressentimento por parte dos lusos, uma vez que eram os alemães os maiores empresários e os melhores clubes foram fundados e mantidos por alemães. 
A língua era uma barreira, que dividia as pessoas de uma e outra origem. Mas o conflito entre as duas etnias só chegou a ser realmente grave numa ocasião: no ano de 1918.
O que acirrou os ânimos foi a primeira guerra mundial. Conflito ocorrido principalmente na Europa e do qual o Brasil não participou inicialmente. Porém, em 1917, quando um navio comercial brasileiro foi afundado por um submarino alemão, na Europa, o Brasil declarou guerra à Alemanha, passando a integrar a união de países em guerra contra a Alemanha e seus aliados.
Quando espalhou-se pelo país a notícia de que o Brasil estava em guerra contra a Alemanha, grupos nacionalistas fizeram manifestações de rua e depredaram prédios que tinham vínculo com a Alemanha.
Manifestações desse tipo ocorreram também no ano seguinte, quando a guerra terminou com a derrota alemã. Foi então, pelo que se sabe, que radicais caienses invadiram e incendiaram o prédio do Clube Aliança. O Clube, na época, era conduzido por pessoas de origem alemã e até o seu nome era em alemão: Thurhalle (Sociedade Ginástica).
Na velha festa, reproduzida acima, o texto manuscrito informa que a depredação ocorreu no ano de 1918.

Foto do acervo de Mário Glaeser

Nenhum comentário:

Postar um comentário