Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

5330 - Galópolis

A cidade construída por Galló em torno do seu lanifício








Colonizada a partir da década de 1890 por jovens vindos da Itália em meio a uma crise econômica, Galópolis era conhecida, à época, como Cascata da 4ª Légua, Desvio do Monte   ou  Vale Del Profondo. Os imigrantes que ocuparam a região perceberam que, devido ao relevo montanhoso, a área não era propícia para a agricultura. Os dois rios do lugar representavam a possibilidade de movimentar máquinas e gerar energia elétrica, além de ser útil no serviço de lavagem e tinturaria.
Foi assim que surgiu primeiro lanifício, uma sociedade nos moldes de uma cooperativa, em 1894. A fábrica produzia chales, palas, panos e fatiotas. Em 1903, Hércules Galló se juntou ao grupo de empreendedores, assumindo o comando do lanifício.
Com Hércules Galló, a vila experimentou um significativo progresso. Ele estabeleceu um novo patamar de relacionamento com a força de trabalho. A construção de uma vila operária é ícone desse processo. As casas construídas lado a lado eram alugadas por valores simbólicos, uma estratégia de manutenção e atração de trabalhadores para o local, distante da cidade e de difícil acesso.
Mesmo após a morte de Galló, a comunidade continuou se desenvolvendo em torno do lanifício. Casas comerciais, escolas, igreja, círculo operário e até um cinema encontraram respaldo para se instalar na vila.
A comunidade passou a ser conhecida como povoado Galló, em referência ao homem que transformou o lugar. Em 1914, com a criação do 5º Distrito de Caxias pelo intendente Penna de Moraes, Galópolis recebeu o nome que até hoje homenageia o empreendedor Hérules Galló.

Instituto Galló

Nenhum comentário:

Postar um comentário