Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

2737 - Oito projetos para o desenvolvimento do Caí

A unidade industrial da Agrosul está inserida
no projeto da Cidade Empresarial


O Caí trabalha, atualmente, oito projetos que, uma vez concretizados, serão 
fundamentais para o seu crescimento  futuro.

E não são projetos vagos. Todos eles já estão encaminhados e têm grande 

possibilidade de concretização, como se pode ver no box desta mesma página.

Não há progresso sem planejamento e o conjunto desses projetos representa um verdadeiro planejamento estratégico para o município.  Um plano extremamente prático e fundamentado que, portanto, tem tudo para dar certo. Com esses projetos, o Caí poderá chegar a uma situação de primeiro mundo.

Oito projetos para o desenvolvimento
1) Shopping Center do Clube Aliança - O Caí é um importante polo comercial do Vale do Caí. Com a construção do shopping center (já projetado e com investidor definido), a cidade fortalecerá o seu setor comercial.

2) Cidade Empresarial - A prefeitura destinou área de 200 hectares (onde já estão instaladas empresas como Agrosul e a Leitz, além do Condomínio Empresarial) na qual só é permitida a construção de prédios empresariais). A infraestrutura já está sendo criada, com obras de asfaltamento no Condomínio Empresarial e na estrada do Campestrinho.

3) Eixo Rodoviário Intervales - Com o asfaltamento da estrada Caí-Hortêncio (projeto confirmado do governo do estado e obra prestes a ser reiniciada) e da Transcitrus (rodovia que liga o Pareci Novo a Maratá, Poço das Antas e Teutônia, já asfaltada na sua maior parte) será formada uma grande ligação rodoviária entre os vales do Sinos, Caí e Taquari. Com tendência a ser um eixo rodoviário de grande movimento. O Caí, situado no cruzamento deste eixo (Intervales) com a importante RS-122 terá localização privilegiada para a instalação de empresas, especialmente as de logística, que trazem extraordinário retorno para o município. 

4) Contenção de enchentes - As enchentes causam enorme prejuízo à cidade, atingindo empresas (inclusive a Oderich, maior delas) e residências. Imóveis que ficarem livres de enchente dobrarão de valor, melhorando a situação de milhares de empresas e famílias. O projeto de contenção de enchentes na região (assinado essa semana, no valor de R$ 1,4 milhão) ficará pronto em seis meses e possibilitará a busca de recursos para as obras necessárias. 

5) Escola do SENAI - Está em fase de conclusão a reforma no prédio antigo da Leitz, onde será instalada uma escola técnica do SENAI, que já nasce como uma das maiores do estado.

6) Estrada do Passo da Taquara - O asfaltamento da estrada do Passo da Taquara, com seis quilômetros de extensão, deixará Capela de Santana (município com 12 mil habitantes) muito mais próxima do Caí (12 minutos, de automóvel) e acrescentará clientela para o comércio caiense, além de mão de obra para as suas empresas.

7) Núcleo Universitário da UCS - a Univesidade de Caxias do Sul projeta a criação de mais cursos universitários no Vale do Caí, tornando o núcleo Vale do Caí a sua porta de entrada na Grande Porto Alegre.  A universidade já conta, para isso, área com 40 hectares.

8) Desenvolvimento da avicultura e suinocultura - Com a unidade da Agrosul no município e a proximidade com a JBS, Naturovos e Ouro do Sul, o município deve incentivar mais a implantação de aviários e pocilgas, que têm sido o grande motor do desenvolvimento na região, a exemplo do ocorrido em Tupandi, Maratá e São Vendelino.


Matéria publicada no jornal  Fato Novo, em 20 de sentembro de 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário