Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 28 de setembro de 2013

2788 - Tem futebol também para as mulheres e para o pessoal do interior


O pequeno e esportivo bairro Rio Branco já teve uma forte, e bonita,
equipe de futebol feminino







.
A temível equipe feminina do Esporte Clube Rio Branco, nos anos 1980,  era dirigido por Claúdio Noschang.       
Estão na foto a sua esposa Maria Helena (goleira), Arlete Schmitt, Irene, Carla, Vera e Julieta. Agachadas: Cleidi, Lia (de São Vendelino), Arlete, Marlene, Lúcia Nunes e Realda (de Novo Hamburgo).


A julgar pelas cores da camiseta do time local, 
tinha muito colorado no Campestrinho





A pequena localidade de Campestre de Santa Terezinha (chamada de Campestrinho, para diferenciar do Campestre da Conceição) também já teve a sua equipe de futebbol. 
Chamava-se Esporte Clube Araçá e disputou as duas edições do Campeonato Ruralitos, disputado por equipes doInterior de S Sebastião do Caí. Esse certame foi disputado em 1995 (Copa Tião) e 1996 (Copa Pacotinho em homenagem ao Sílvio Flores). sendo Vice-Campeão nos Titulares e Campeão nos Aspirantes. O Araçá foi vice-campeão na categoria titulares e campeão da aspirantes. Contava com jogadores de prestígio no futebol caiense, como Bellas, Rafael e Dinda.


Quando o time do Ipiranga mudou o seu nome para Ponte Preta, 
adotou também uma camisa parecida com a do grande clube paulista














O Esporte Clube Ponte Preta, da Várzea do Rio Brancco, tinha Nilo Fritsch como seu mais destacado dirigente. Na foto, ele está à direita, de pé e com chapéu. Os atletas gachados são Adelmo, ..., ..., Paulo Fell (Paulão), ..., ....  e Dealmo Fritsch (filho do Nilo).

Pesquisa de Iraní Rudolfo Lösh

Nenhum comentário:

Postar um comentário