Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 28 de setembro de 2013

2789 - Antes do Trio Montecarlo, veio o Trio Farroupilha

O Trio Montecarlo foi formado na década de 1960,  por Kurt Jorge Dutzig, 
Egon Arnoni Schaeffer e Arno Adalberto Bohn. 
Egon e Arno eram montenegrinos
O Trio Farroupilha era composto por Erio Wiris Dunke, Ulisses Bahy Soreano
e Egon Arnoni Schaeffer

Egon Arnoni Schaeffer, desde jovem,  foi um montenegrino itinerante. Morou em Santo Ângelo, Santa Rosa, São Leopoldo, Porto Alegre e Montenegro, sua cidade de origem, para a qual retornou e onde vive hoje.
Por onde passou, deixou sua marca artística, musical, teatral e literária. 
Bem jovem, ele tornou-se piloto aviador, sendo convidado pela Varig para atuar naquela empresa. 
Mas o que mais o atraía era a música. Aprendeu violão em três meses, apresentando-se na Rádio de Santo Ângelo, sob patrocínio. Estendeu o  seu aprendizado em instrumentos de cordas, aprendendo a tocar banjo, guitarra havaiana, viola, guitarra e violão requinto (um violão de tamanho menor) em escalas cromáticas, cifradas e clássico. 
Em Santa Maria, firmou contrato com a Rádio Santamariense e formou o Trio Santamariense,  integrado por ele, Paulo J. Krischke (irmão de Jair Krischke, destacado defensor  dos direitos humanos no Brasil) e Ulisses B. Soriano. 
O sucesso foi grande e  a Rádio Farroupilha, de Porto Alegre,  solicitou a transferência do conjunto para a capital. Quando da vinda do grupo, de Santa Maria para Porto Alegre, ocorreu a saída de Paulo Krischke, que  cedeu lugar a Erio W. Dumke, O que não modificou a ótima performance do terceto. 
A estréia na grande emissora portoalegrense ocorreu num programa em cadeia com a Rádio Nacional do Rio, em 1956, com o nome do trio mudado para Trio Farroupilha. 
Nome que foi herdado do Conjunto Farroupilha, famoso grupo vocal que, naquela ocasião, se transferiu para a Guanabara (Rio de Janeiro). 
A despedida do Conjunto Farroupilha ocorreu em noite memorável, com o conjunto e o trio cantando lado a lado. 
O Trio Farroupilha alcançou fama nacional e até mundial através da Rede Reunidas, de Assis Chateaubriand, o introdutor da televisão no Brasil em 1950. O Trio gravou vários discos, inclusive o seu primeiro LP (long play) na gravadora alemã Polydor. 
O montenegrino Egon Schaeffer teve o privilégio de atuar ao lado de todos os grandes artistas nacionais e alguns internacionais. 
Egon continuou sua jornada criando e formatando profissionalmente o Trio Montecarlo, até hoje reconhecido como um dos melhores trios vocais do mundo.
O Trio Montecarlo era formado por dois montenegrinos pois, além de Egon,  Arno Adalberto Bohn, natural de Pareci Novo, integrava o conjunto.
Montenegro é terra de grandes músicos, mas nenhum outro artista montenegrino gravou tantos discos e alcançou tanto sucesso como Egon Schaeffer, com o seus trios Farroupilha e Montecarlo.

Fotos do acervo de Egon Arnoni Schaeffer

Um comentário:

  1. renato klein.teu comentario sobre o trio farrroupilha e egon schaeffer esta fantastico.parabens meu grande parceiro e amigo.e uma honra trabalhar ou ajuda=lo.romelio

    ResponderExcluir