Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

2859 - Dois carros são incendiados na garagem da prefeitura

Gol da Prefeitura e Astra de um particular ficaram destruídos, 
e retroescavadeira também teve danos
O clima ainda está muito tenso em Tupandi. A campanha foi acirrada e um forte aparato policial esteve presente para garantir a segurança na eleição do último domingo, dia 6, quando foi escolhido o novo prefeito e seu vice. Logo no início da votação  o promotor de justiça Pietro Chidichimo Junior, juntamente com o gabinete eleitoral e Brigada Militar, tiveram de intervir devido as denúncias de boca de urna na escola São Francisco, onde estavam sete das onze urnas. Conforme o promotor, houve um princípio de tumulto, já que candidatos se faziam presentes. "A presença da Promotoria e Brigada foram fundamentais para coibir qualquer problema e garantir a lisura do pleito", destacou o promotor. "Do contrário, poderia ter ocorrido problema", completou.

Após ser anunciada a vitória de Hélio Müller (PP), pela diferença de 73 votos (1%) sobre Hilário Junges (PTB), simpatizantes do candidato vencedor tomaram as ruas. A Brigada novamente garantiu a segurança. No dia seguinte chegou a ser registrada uma nova ocorrência, devido a uma briga num bar do município, envolvendo partidários de lados opostos. Mas o pior ainda estava por vir e aconteceu na madrugada de ontem, terça-feira, dia 8.

Incêndio criminoso
Em torno de duas horas da madrugada um caminhoneiro que passava próximo da Prefeitura, na avenida Salvador, avistou fumaça e chamas saindo da parte dos fundos do Centro Administrativo. Logo foram chamados um vigilante, a Brigada Militar, que fica na frente da Prefeitura, e o Corpo de Bombeiros Voluntários de Bom Princípio.

Dois automóveis, um Gol da Prefeitura e um Astra de um particular, que estavam na garagem da Prefeitura, foram totalmente destruídos pelas chamas. Uma máquina retroescavadeira da Prefeitura também chegou a ser atingida, tendo danos no teto, vidros e outras partes. Funcionários conseguiram retirar rapidamente outros carros, como dois Palios e uma Saveiro, antes que também fossem queimados. E os bombeiros, em cerca de quarenta minutos, conseguiram conter as chamas, impedindo que se propagassem para os demais veículos e para o próprio prédio da Prefeitura, que fica logo a frente.

Toda a área foi isolada pela Brigada Militar para a realização de perícia por parte do Instituto Geral de Perícias (IGP). Conforme a Polícia Civil de Bom Princípio, que está investigando o caso, uma câmera da Prefeitura flagrou o momento em que dois indivíduos, com os rostos cobertos por camisa e boné, colocaram algo em baixo dos veículos e saíram correndo pelos fundos, iniciando em seguida o incêndio. O vídeo pode ser conferido no site www.fatonovo.com.br. A delegada Cleusa Tânia de Oliveira Spinato, cita que as imagens não permitem identificar os autores, pois estava escuro e estavam com os rostos encobertos. “Estamos trabalhando para identificá-los”, destaca, acreditando que o fato tem ligação com a disputa eleitoral, já que os ânimos estavam acirrados. A delegada cita que ainda estão sendo tomados depoimentos e aguarda os levantamentos e laudos da perícia. “Foi um incêndio doloso (onde houve intenção)”, declara.

O prefeito em exercício Bruno Junges, presidente da Câmara de Vereadores que está comandando a Administração Municipal desde a cassação do ex-prefeito Carlos Vanderlei Kercher (Mano), lamentou o ocorrido. Ele considerou que foi um atentado, motivado pelo resultado da eleição, e espera que seja devidamente investigado para se chegar aos autores. Bruno e Mano apoiaram o prefeito eleito Hélio Müller. 

“Vou pedir mais segurança”, declarou Bruno Junges, temendo outros fatos criminosos. Por sorte, os veículos que estavam na garagem, exceto o carro particular, estão assegurados.




Matéria publicada pelo jornal Fato Novo na edição de 9 de Outubro de 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário