Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

domingo, 27 de abril de 2014

3944 - Barcos também usaram gasogênio?

Durante a guerra, quando faltou querosene,  gasolina e diesel, foi usado
o gasogênio como o combustível para os motores dos barcos


Conforme escreveu Ernesto Lauer na sua página de Facebook, mostra a gasolina Flor do Norte, com a qual ele fazia a navegação do rio Caí em tempos idos. Seu proprietário era o montenegrino Pipio Braga. O homem do meio entre o três que estão mais à frente na foto.
Lauer informa que, durante a guerra (quando faltaram a gasolina e outros derivados do petróleo no país devido à dificuldade do transporte marítimo) ele não deixou de fazer o seu trabalho. Para superar o problema da falta de combustível, ele instalou no seu barco  um "motor a vapor, movimentado a lenha".
Certamente a solução encontrada por seu Pipio não foi a troca do motor a combustão por um motor a vapor, que seria muito difícil de adaptar num barco como o seu. Ele, certamente, adotou o uso do gasogênio, como foi feito também nos automóveis e caminhões.
O nome correto do proprietário do barco era Bejamim Ferreira Braga, conhecido por "Pipio". Ele tinha barco desde os anos 30 do século passado. A segunda entre as mulheres que aparecem na foto é Isolde Braga Luft, neta de Pipio.

Foto divulgada por Ernesto Arno Lauer na sua página de Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário