Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quinta-feira, 17 de julho de 2014

4249 - Mais uma grande obra de Felipe Kuhn Braun

Em livro, jornalista relembra o primeiro século de história de Dois Irmãos


0

Tropa transportando produtos coloniais para a cidade de Dois Irmãos.
O jovem jornalista Felipe Kuhn Braun tem apenas 26 anos, mas, hoje, às 19h, no Espaço Cultural Antiga Matriz de São Miguel, em Dois Irmãos, vai lançar o seu  10º livro.  Ele, que tem buscado nas  investigações sobre o passado material para publicar obras comoTramandahy: as idas à praia no início do século XX, ou sobre os primórdios de Novo Hamburgo, e ainda outras a respeito da imigração alemã no Rio Grande do Sul, agora foi em busca dos seus ancestrais para escrever Dois Irmãos: o primeiro século de história.
Foto: Arquivo Pessoal
Casa do colono que fabricava selas. Foto: Arquivo Pessoal
Durante as pesquisas, o autor conheceu muitas famílias, em cidades como Estância Velha, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Montenegro, São José do Hortêncio, Brochier e Porto Alegre, cujas origens se encontram na antiga Linha Grande, ou “Baumschneis” (Picada dos Baum), também conhecida antigamente por Picada Dois Irmãos ou São Miguel dos Dois Irmãos. O livro tem 200 páginas e conta com 165 fotografias de outrora, muitas delas inéditas, sendo que as mais antigas são do final da década de 1850, e as mais recentes, da década de 1920.
Foto: Arquivo Pessoal
Elisabeth Hess e Franz Jacob von Fries com os filhos. Foto: Arquivo Pessoal
O escritor traz informações sobre o envolvimento dos imigrantes e de seus descendentes na Revolução Farroupilha e na Guerra do Paraguai. Braun descreve a atuação das igrejas Católica, Evangélica de Confissão Luterana e Evangélica Luterana naquela região, conta sobre os educadores pioneiros e sobre as profissões dos primeiros moradores. No início da noite de hoje, simultaneamente e no mesmo local, será entregue o Troféu Baumschneis a 24 personalidades que se destacaram por relevantes trabalhos prestados à comunidade.
Foto: Reprodução
Livro conta o início da história de Dois Irmãos. Foto: Reprodução

Publicado na coluna Almanaque Gaúcho, de Ricardo Chaves, no jornal Zero Hora, em 17 de julho de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário