Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 12 de agosto de 2014

4651 - Fogão a lenha


O fogão a lenha não servia apenas para fazer a comida
Na década de 1960, o fogão a gás já existia, mas ainda era um luxo para poucos. Na maioria das casas, o que se usava era o velho fogão a lenha.
O fogão a gás, é claro, tem muitas vantagens. Mas o fogão a lenha era multiuso. Note-se o
varal com roupas penduradas, para secar com o calor que o fogão propagava pela cozinha 
toda. Nos dias muito frios, as pessoas gostavam de sentar junto ao fogão, para se aqucer.
O que era, certamente, o caso do menino Clóvis Rambo, que ainda usava bico.
Dona Érica, a mãe de Clóvis, mantinha tudo limpo na sua casa. As panelas areadas com 
Bom Bril.
Ela dizia que pobreza não era sinônimo de sujeira.
Flávio Luis Rambo, irmão de Clóvis, diz que esse fogão era um Wallig top de linha, com 
caldeira lateral, que ficava cheia de água para ser aquecida pelo fogo da lenha queimada.
A lenha era colocada pela portinha do lado direito (a mais do alto) e a cinza caía numa 
espécie de gaveta (a portinha mais abaixo).

Foto do acervo de Pio Rambo

Nenhum comentário:

Postar um comentário