Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

4778 - Escolas de Bom Princípio têm a melhor avaliação no Ideb




Tupandi era o município da região com melhor desempenho na educação. Na penúltima prova do Ideb (em 2011) a média do município foi 7,1, nota digna de estudantes do primeiro mundo. Mas na prova seguinte, realizada em 2013, a equipe estudantil tupandiense vacilou e a nota caiu para 6,3. Não foi uma queda tão grande, mas foi suficiente para que o time de Tupandi perdesse a liderança do campeonato para os estudantes de Bom Princípio, que obtiveram a média 6,8. Feliz ficou em segundo lugar, com a nota 6,5.

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)é o resultado de uma ampla pesquisa realizada pelo Ministérico da Educação.

Seu objetivo é mostrar a qualidade da educação em cada escola brasileira. Não é uma tarefa fácil. Ainda mais num país subdesenvolvido, como o Brasil. Por isso, o Ideb de 2013 (divulgado somente ontem) apresenta algumas falhas importantes. 

O índice mostra, também, a qualidade da educação por município e por estado, além da avaliação geral do país. Mas mostra falhas evidentes. Os resultados para os municípios de Maratá, Linha Nova, Alto Feliz, São Pedro da Serra e São Vendelino não foram divulgados. Por isso, na tabela publicada junto a essa reportagem, alguns índices se referem a anos passados. O índice de Alto Feliz, por exemplo, é relativo a 2009.

Mesmo assim, o Ideb é o que se tem e é uma ferramenta importantíssima para o imenso trabalho que é elevar a qualidade das escolas brasileiras ao nível das que existem nos países mais evoluídos.

Como se vê na tabela, a maioria dos municípios ultrapassaram a meta estabelecida para 2013. As excessões são Harmonia e Salvador do Sul.

Capela e Portão são municípios que normalmente apresentam baixos índices de desenvolvimento. Hortêncio teve queda muito moderada, que pode ser considerada dentro da margem de erro. O que surpreende é a queda de qualidade em Tupandi e Salvador. Salvador, conforme salientou o jornal Zero Hora, teve a maior queda do Ideb em todo o estado.

Saliente-se que no município de São Vendelino, que é o maior exemplo de desenvolvimento na região, os exames do Ideb não foram realizados nos últimos anos, pois as escolas locais são muito pequenas. Mas é muito provável que as notas ali seriam altas.

Apesar de alguns resultados decepcionantes, a maioria dos municípios do Vale do Caí tem nota no Ideb superior à média do estado, que é 5,4. Só Capela e Salvador estão abaixo disso. 

Quando a nota média das escolas de um município alcança a nota 7, considera-se que a educação desse município é de primeiro mundo.

O único município da região e um dos pouquíssimos existentes no estado foi Tupandi que, infelizmente, perdeu essa condição. Mas, pela evolução que outros municípios vêm apresentando, pode se esperar que, em breve, uma parte maior das escolas da região atinja esse patamar.

A respeito de Maratá e Linha Nova, o Ideb não divulgou resultados. Provavelmente em virtude do pequeno porte das escolas.

Matéria publicada pelo jornal Fato Novo na sua edição 
de 10 de setembro de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário