Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

domingo, 14 de setembro de 2014

4797 - O Exército dava atestado de boa conduta

Depois de prestar o serviço militar obrigatório, o jovem que havia tido boa
conduta no quartel recebia um atestado
Na década de 1950, a possibilidade do Brasil se envolver numa guerra era considerada uma possibilidade concreta. Afinal, ainda na década anterior o país havia se envolvido numa guerra que atingiu grande parte do mundo: a Segunda Guerra Mundial. Naquela época, até mesmo os países mais desenvolvidos, como a Alemanha, França e Inglaterra, se envolviam em guerras que custavam a vida de milhões de pessoas.
O Brasil tinha uma especial preocupação com a Argentina, o seu vizinho mais poderoso. O único com condições de tentar uma invasão do território Brasileiro. Por isso as cidades mais próximas à fronteira com a Argentina eram as que tinham maior número de quartéis do exército e esse é o motivo pelo qual muitos jovens do Vale do Caí, quando eram convocados para prestar o serviço militar, eram enviados para a região da fronteira.
Mário Glaeser serviu no quartel de Cachoeira do Sul e foi um soldado disciplinado. Por isso, quando voltou para o Caí trouxe consigo um documento que servia de recomendação para a obtenção de um emprego.

Foto do acervo de Mário Glaeser


Nenhum comentário:

Postar um comentário