Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 20 de setembro de 2014

4823 - Frigorífico Renner por volta de 1970



O Frigorífico Renner em ano próximo a 1966. A datação se baseia no fato da torre da igreja luterana já haver sido erguida e a catedral católica ainda não ter a sua torre. A rua Capitão Machado, que passa pelos fundos da antiga usina elétrica (atual Câmara de Vereadores) não havia sido aberta no trecho que vai da Ramiro Barcelos à João Pessoa.
A rua que começa na beira do rio, em frente ao prédio do frigorífico, é a Ramiro Barcelos. A primeira à esquerda é a João Pessoa e a segunda é Doutor Flores. Repare  que essa rua não é tão extensa quanto as outras. Ela termina na catedral, como até hoje acontece. O mais curioso é que depois da catedral não existe uma rua reta, como ocorre hoje, com a rua . O que se vê na foto é uma espécie de rua, que faz uma curva. Na verdade, o que se vê é a linha da estrada de ferro, que passava por ali até ser eliminada, na década de 1970.
Note-se que o Frigorífico Renner, na época dessa foto, ainda era o edifício mais alto de Montenegro.  E note-se, também, que o complexo de prédios  do frigorífico tinha um outro prédio alto bem aos fundos. Esse, certamente, era o segundo prédio mais alto da cidade.
Isso dá uma ideia da grandeza e significado que o Frigorífico Renner teve para Montenegro. O seu fechamento foi uma perda tremenda para a economia do município.

Foto do acervo de Flávio Brochier

Nenhum comentário:

Postar um comentário