Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 8 de novembro de 2014

4968 - Arado

Os bois e o arado do agricultor Pedro Ternus, de Morro Reuter: a canga une
os dois bois, permitindo a soma de suas forças


O arado é um dos mais importantes instrumentos de trabalho usado pelos agricultores antigos. Ele é tracionado por força animal. Normalmente por uma junta de bois.
É um instrumento primitivo, mas não totalmente substituído por equipamentos motorizados.
Quem aparece na foto é o agricultor Pedro Ternus, da localidade de Morro Reuter, no vale do arroio Cadeia (principal afluente do rio Cai).
A invenção do arado foi fundamental para a evolução humana, pois permitiu o surgimento da agricultura. Antes dele, a humanidade levava vida nômade (como acontecia com os índios caingangues, que habitavam o Vale do Caí. Eles não cultivavam roças, viviam da caça, pesca e coleta de alimentos existentes na natureza, como as frutas silvestres.
Inicialmente feito de madeira, o arado apenas rasgava a terra. Com o tempo, foi aperfeiçoando. Passou a ser feito de ferro e com formato que permitia, além de rasgar a terra também revolvê-la.  O norte americano John Deere, em 1837, aprimorou o arado fazendo com que a terra não mais se colasse a ele, exigindo constante limpeza.
Observando a foto acima podemos ter uma ideia da força (potência) de tração  proporcionada  por uma junta de bois. Imagine quanto o arado é mais  eficiente do que o trabalho com enxada.

Foto do acervo de Felipe Kuhn Braun

Nenhum comentário:

Postar um comentário