Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

5006 - História do Seminário de Pareci Novo - Primeira Escola Apostólica



Não devia, entretanto, durar muito o desaparecimento de Pareci como escola de
formação de apóstolos. Já em 1917, os nossos Superiores julgaram conveniente fundar
uma Escola Apostólica que futuramente oferecesse novas forças para o exército de
Santo Inácio. Assumiu novamente a reitoria de escola o P. Bruggmann. Dos primeiros
apostólicos que em Pareci iniciaram seus estudos restam-nos ainda o P. Pedro Canísio
Orth, o P. Balduíno Rambo e o P. Antônio Steffen. Mas a novel sementeira de futuros
jesuítas tinha o grande senão de só compreender os cursos preparatórios e o 1º ano
ginasial. Os cursos superiores deviam ser absolvidos em São Leopoldo. Trazia isso
consigo o notável inconveniente de que muitos estudantes se esqueciam de que tinham
vocação para a Companhia de Jesus.
O benemérito P. Francisco Xavier Zartmann, fundador da primeira Escola
Apostólica, foi, em outubro de 1921, substituído no governo da Missão. Após o vicesuperiorado
de dois anos do P. Bernardo Bolle, foi novamente Superior o jovem, mas
muito talentoso P. Pedro Lenz.
O novo Superior teve por bem fechar as portas da prometedora instituição. Não
se deve incriminar o virtuoso P. Lenz por ter suprimido a primeira Escola Apostólica,
pois se o fez foi porque assim lhe pareceu mais conveniente para a glória de Deus e o
bem da nossa Missão. No entanto, sem perigo de cair em erro, pode-se afirmar que, se
em vez de aboli-la lhe tivesse consagrado os cuidados que ela requeria abrindo nela
também os cursos superiores, sem dúvida hoje em dia a nossa Província não se veria em
tamanha escassez de pessoal. Pois teríamos começado a receber apostólicos na
Companhia dez anos mais cedo.

PARECI NOVO –  CASA DOS JESUÍTAS  De 1895 a 1996, Padre Inácio Spohr, SJ


Nenhum comentário:

Postar um comentário