Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

5005 - História do Seminário de Pareci Novo - Noviciado



Ainda depois, de supressa, a primeira escola apostólica nos vinham vocações.
Com o tempo aumentavam e tornou-se urgente a fundação de um noviciado. Também
desde cedo apresentavam-se candidatos ao estado de irmãos leigos. Faziam o noviciado
em algum colégio confiados à direção de padres experimentados na senda da virtude.
Em Pareci o P. João Batista Bruggmann exerceu as funções de mestre de noviços para o
irmão José Royer, em 1908, e três anos mais tarde, em 1911, para o irmão Paulo Lenz.
Pouco tempo depois, em 1917, o P. João Batista Reus, em São Leopoldo, iniciava no
espírito de Santo Inácio os irmãos José Flach e Nicolau Ritter e, no ano seguinte, o
irmão Nicolau Conrat.
Os candidatos escolásticos que se apresentavam eram até então enviados a
outros países para ali se formarem n ascese jesuítica. O noviciado de Pareci foi
canonicamente ereto em 1920. Os primeiros candidatos que o povoaram foram os atuais
padres Luiz Gonzaga Froener, Bento Mallmann, Alonso Silveira de Melo e Ervino
Schmitt, todos eles provindos do Seminário de Nossa Senhora da Conceição. Foi
incumbido do cargo de 1º mestre de noviços o P. Leopoldo Arntzen. No mesmo ano
entrou também o noviço coadjutor José Mallmann.
A 15 de fevereiro de 1920, o P. João Batista Bruggmann foi nomeado Superior
da residência paroquial de São Sebastião do Caí e a direção da casa do noviciado passou ~ 213 ~às mãos do Padre Agostinho Haaser que a regeu interinamente até que a 2 de novembro foi
constituído Reitor.
No ano seguinte, entrou a segunda turma de noviços escolásticos: Luiz Lenz,
irmão do defunto P. Pedro Lenz, saiu da Companhia em 1929, em Florianópolis;
Balduíno Pedro Rambo, Inácio Valle e Antônio Ott que, por um mal-estar da vista, não
pôde continuar os estudos.

PARECI NOVO –  CASA DOS JESUÍTAS  De 1895 a 1996, Padre Inácio Spohr, SJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário