Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

5130 - O pior conflito político da história de São Sebastião do Caí


O movimento integralista pregava o nacionalismo, mas se inspirou 
em modelos como o nazismo alemão e o fascismo italiano

Nunca o nome de São Sebastião do Caí repercutiu tão intensamente na imprensa local como naquela semana do ano de 1934 (cinquenta anos atrás, portanto) em que aconteceu na cidade um conflito entre partidários do movimento Integralista e policiais da milícia municipal.
O Integralismo era um partido político existente no país àquela época que inspirava-se no Nazismo de Hitler e no Facismo de Mussoline. Por esta razão despertava grande entusiasmo na juventude das colônias alemãs e italianas do estado. Tratava-se de um partido muito organizado no qual os partidários usavam camisas verdes (era um partido nacionalista) e saudavam-se erguendo o braço e proferindo a palavra indígena anauê. Os militantes eram chamados de camisas verdes e dedicavam-se à sua causa com grande entusiasmo. No nosso município, àquela época havia uma grande desavença entre a população de origem portuguesa (liderada pelo prefeito Aloísio Fortes) e a comunidade de origem alemã, fato que deve ter tido influência na eclosão do conflito que teve o lamentável saldo de três mortos e onze feridos. Transcrevemos a seguir a narração feita pelo Diário de Notícias dos fatos que ocorreram no dia 24 de fevereiro de 1935.

Matéria publicada pelo jornal Fato Novo publicada por ocasião 
dos 50 anos do episódio

Nenhum comentário:

Postar um comentário