Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 3 de julho de 2018

5394 - História de Vale Real

A ponte baixa sobre o rio Caí foi construída pelos próprios moradores da localidade


  Os primeiros imigrantes alemães começaram a chegar ao Brasil em 1824, alcançando as terras de Vale Real somente 1851. Eles eram provenientes das terras alemãs da região do Reno, Monzefeld, Mholstein, Oldenburg e Pomerânea. 
A colonização valerrealense é, sobretudo, de origem germânica, sendo que somente após 1875 é que chegaram os colonos provenientes da Itália. Entre os sobrenomes das primeiras famílias estavam:os Finkler, Freiberger, Stoffels, Arenhardt, Staudt, Krewer, Schneider, Puhl, Rauber, Gauer e Schmitz. 
Ao pisar na rampa de um navio rumo ao Brasil, os imigrantes não deixavam para trás apenas suas raízes, mas também parte de sua identidade. Rumavam para a América em busca de novos horizontes e oportunidades. Do Velho Mundo traziam suas famílias, sua honra, sua coragem e sua fé. 
Muitos sonhos e quase nenhum direito. De muitas promessas, restava aos imigrantes a árdua tarefa de refazer sua vida na sua nova Pátria. Em Vale Real, os traços culturais herdados dos imigrantes são perceptíveis na arquitetura, na música na dança e na culinária, fazendo de nosso município um refúgio dos costumes e tradições do passado com as inovações do presente.
  Em seu rico passado, Vale Real teve uma das mais importantes casas comerciais da região. A Casa Comercial Reimboldo Stoffels servia, além de entreposto comercial, como hospedaria, ambulatório e casa de secos e molhados. 
Além deste importante centro comercial, Vale Real já teve também uma cervejaria que distribuía, em épocas de Kerb, cervejas e refrigerantes para a comunidade local e região. Teve tambiques uma fábrica de foguetes faziam parte do ramo comercial da Vale Real em épocas passadas.O transporte era feito por intermédio de carroças ou a pé, sendo que aos poucos foram sendo substituídos pelos primeiros caminhões. A Travessia do Rio Caí era feita com o auxílio de uma balsa e, a alfafa, feijão e milho era a base da economia da época, sendo que muitos destes produtos eram levados inclusive a Porto Alegre.
  Os anos que seguiram o início da colonização valerrealense foram prósperos. 
Tendo inicialmente São Leopoldo como município mãe, passou a pertencer a São Sebastião do Caí em 1875 e depois, em 1959, à Feliz, o Vale Real se mostrou capaz de trilhar seus próprios caminhos, criando sua própria história nos moldes de seu rico passado. 
 Por anseio da comunidade local e seguindo os passos de município vizinhos, em 1989 foi empossada a Comissão da Emancipação que redigiu e organizou a documentação necessária para elevar Vale Real de vila a cidade. 
Em 1991, foi realizada a Consulta Plebiscitária entre a população eleitoral, tendo a aprovação popular de 1388 votos a favor, num total de 2054 eleitores. Em 20 de março de 1992, por força da Lei Nº 9615, criava-se o Município de Vale Real. A vitória do SIM desfraldou um forte ritmo de desenvolvimento e o prelúdio de uma trajetória social para o jovem Município que se desenvolveu rapidamente.
  Atualmente a economia local é fomentada principalmente pelos setores da metalurgia, confecção, hortifrutigrangeiros e olarias. A arrecadação municipal ainda é estimulada por lojas e entrepostos comerciais que oferecem à comunidade local uma grande variedade de produtos.
Fizeram parte da Comissão Emancipacionista: Anísio Farias, Roque Freiberger e Gilberto Freiberger
Johnatan R. K. Rauber - historiador / Foto: Acervo Prefeitura Municipal

Nenhum comentário:

Postar um comentário