Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

2828 - Iraní e o pé de eucalipto

Iraní atropelou um pé de eucalípto
Já se passaram muitos anos, mas o acidente, que quase foi fatal, ainda é comentado nos gramados do Vale do Caí. Especialmente quando o jogo é de veteranos.
O desastre aconteceu no dia 6 de dezembro de 1998, num jogo entre os veteranos do São Pedro e do Rio Branco. A disputa ocorreu no campo do  São Pedro, em Campestre Alto, interior do município de São Pedro da Serra.
A partida foi bastante disputada, ao contrário dessas que estamos vendo na TV atualmente, que geralmente acabam em zero a zero. Aquela terminou em três a três.
A vítima do acidente foi o atleta Iraní Rudolfo Lösch, famoso pesquisador esportivo do blog Histórias do Vale do Caí.
Irani vinha com a bola, em alta velocidade. Ele avançava em direção à lateral do gramado e, sem conseguir parar, acabou batendo violentamente contra um eucalipto localizado rente ao campo. A causa do acidente foi a grama molhada, já que havia chovido bastante  na noite anterior e pela madrugada.
O impacto foi violento e Irani, além de levar um grande susto, sofreu um deslocamento da clavícula direita. Com isso ele foi obrigado a passar por dezenas de seções de fisioterapia. Sem muito resultado. O que o ajudou mesmo foi a natação e hidroginástica, que ele praticou na ACM (Associação Cristã de Moços), em Porto Alegre. O tratamento foi longo mas eficaz, pois ele recuperou-se completamente.
O fato foi tão memorável e teve tanta repercussão - tendo sido, inclusive, noticiado num jornal de Salvador do Sul - que em nova visita feita pelo Rio Branco ao gramado daquele jogo memorável, os amigos de Iraní resolveram prestar-lhe uma homenagem. 
Foi no dia em que era comemorado o quinto aniversário do evento e a cerimônia foi realizada defronte à árvore que participou do memorável confronto. Foi antes do inicio  da partida, com a participação de todos os atletas, juiz, dirigentes e torcedores.
A árvore não sofreu lesões graves e agora está protegida, já que foi tombada pelo PHE (Patrimônio Histórico/Esportivo).

Foto do acervo de Iraní Rudolfo Lösch

Nenhum comentário:

Postar um comentário