Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 22 de março de 2014

3815 - Rádio e TV estabelecem a comunicação entre Porto Alegre e o interior

Walter Broda e Pinguinho faziam humor com a rivalidade
entre gremistas e colorados


Na década de 1950, viajar de Montenegro até Porto Alegre ainda era difícil. A melhor opção era o trem que, no entanto, oferecia poucos horários. As gasolinas (barcos que navegavam pelo rio Caí também eram uma opção bastante utilizada, apesar do longo tempo de viagem.
Ir à capital de ônibus era difícil, pois ainda não havia a RS-240 asfaltada e os ônibus de Montenegro iam à capital pelo passo do Manduca, passando por Capela de Santana, por estrada de terra.  Ou então pelo Pareci Novo e Caí atravessando o rio na barca existente junto à essa última cidade. Do Caí a Porto Alegre, a estrada Júlio de Castilhos (atual RS-122) foi asfaltada já na década de 1950.
O rádio, que começou a popularizar-se na década de 1950, passou a ser um extraordinário meio de comunicação, levando as notícias do estado, país e mundo para o interior do gaúcho.
Até a década de 1940, possuir um receptor de rádio ainda era um privilégio de poucos. Na década de 1950 eles se tornaram mais acessíveis e na década de 1960, com o surgimento dos rádios portáteis, a pilha, se tornaram realmente populares.
Rádios como a Farroupilha, Gaúcha e Guaíba se tornaram os primeiros meios de comunicação de massa, chegando aos lares de boa parte da população gaúcha.
Além das notícias, as rádios e a TV tornaram a música mais acessível para todos, mesmo no interior. Roberto Carlos, Chico Buarque de Holanda, Elis Regina, Os Beatles, Rey Coniff e outros grandes nomes da música se tornaram acessíveis em centenas de milhares de lares gaúchos e até fora deles, graças ao rádio  portátil.
A música e as notícias passaram a estar acessíveis até para o agricultor durante o seu trabalho na roça.
As novelas, primeiro as radiofônicas e depois as televisivas,  se tornaram grandes sucessos, assim como os programas humorísticos.
Na era do rádio, programas humorísticos eram muito apreciados, assim como os tradicionalistas, como o Grande Rodeio Coringa. No humor, nenhum fez tanto  sucesso como a Banca do Sapateiro, apresentado ao meio-dia pela Rádio Farroupilha, com os humoristas Pinguinho e Walter Broda. Um representando o Internacional e outro o Grêmio, os dois personagens destacavam a grande rivalidade gaúcha entre esses dois clubes.

Foto extraída do site Mercado Livre







Nenhum comentário:

Postar um comentário