Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 1 de abril de 2014

3851 - Surge o Country Clube

Quando a Liga Esportiva fundiu-se com a Sociedade Ginástica, para formar
o Clube Aliança, o prédio da liga foi vendido para a Arrozeira Brasileira,
que implantou ali uma fábrica. A fábrica fracassou e o prédio ficou vago até
ser aproveitado para  criação do Country Tênis Clube


Em 1963, o senhor Max Oderich solicitou a desocupação da sua propriedade, motivando a extinção do Caí Tênis Clube.
Os aficionados do esporte, no entanto, não se conformando com a paralização da sua prática, iniciaram gestões para dar-lhe continuidade.
Encontraram ressonância dessa sua aspiração num grupo que via a necessidade de ser criada, na cidade, reforçada, ainda pela existência de local apropriado para a sua instalação. O da sede da antiga Liga Esportiva, que fora vendida após a fusão desta sociedade com a Ginástica, formando o Clube Aliança.
O imóvel fora vendido para a Arrozeira Brasileira SA e estava sem aproveitamento.
Em 21 de abril de 1964, foi realizada a primeira reunião para formalizar a fundação da nova sociedade, que tomou o nome de Country Tenis Clube. Nessa ocasião, foi constituída uma comissão diretora para efetur a necessária transação com a Arrozeira Brasileira e com o fim de dinamizar a organização da nova sociedade.
Essa comissão tinha, como presidente, Carmelo Canãs Gonçalves; vice-presidente Roberto Trein; primeiro tesoureiro, João Armênio Diefenthaeler; segundo tesoureiro, Erni Ilson Werner; secretário, Maurício Fortes.
Em setembro do mesmo ano houve a reunião de assembléia geral com a finalidade de discutir os estatutos sociais e eleger a diretoria.
Com seus estatutos aprovados, passou a funcionar o Country Tênis Clube, preenchendo uma lacuna existente em nosso meio e cujos fundadores e suas brilhantes atuações relembraremos em sucessivos artigos.

Texto de Edi Diehl Kruse

Nenhum comentário:

Postar um comentário