Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

domingo, 6 de abril de 2014

3876 - O Velho Moinho do Campestrinho 2

Moinho, situado na localidade de Campestre de Santa Terezinha


  O moinho foi construído distante uns vinte metros de uma pequena queda d' água, num paredão de aproximadamente quatro metros. A água passa por uma calha feita de pedra e, adiante, por outra de madeira até chegar ao moinho onde cai movimentando a roda de madeira.
As engrenagens e o maquinário de moagem, todos ainda funcionando, são abrigados por uma construção com paredes de aproximadamente 50 centímetros de espessura que são feitas de pedra. Foram usadas pedras de arenito (usadas atualmente para alicerce) para erguer essas paredes, que são rebocadas.
Chama atenção os detalhes nas portas e janelas, feitos também com pedra de arenito cuidadosamente cerradas. Em geral, a construção toda, apesar de ter sido feita com recursos precários e rústicos, é de boa qualidade.
A construção original apresenta um aumento que não se sabe por quem foi feito. Esse foi construído em enxaimel, com grossas  vigas de madeira, usadas para dar a estrutura à construção.
Segundo seu Arno, a construção do tipo enxaimel era preferida pelos colonos porque eles acreditavam que era mais resistente que uma construção de alvenaria.
Além do seu valor histórico, o moinho é um atrativo por sua beleza, já tendo sido usado para acampamento de escoteiros, que também apreciaram muito o poço natural existente nas imediações. E serviu, ainda, para a realização de fotos publicitárias num trabalho da manequim Jane Bezerra, muito conhecida dos caienses.

Matéria de Sérgio Engelmann publicada no jornal Fato Novo em 5 de abril de 1984

Nenhum comentário:

Postar um comentário