Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 6 de setembro de 2014

4753 - Igreja destruída por um raio, na Costa da Serra






A antiga igreja evangélica luterana de Costa da Serra


Na década de 1920, no distrito montenegrino de Costa da Serra, as pessoas cumpriam fielmente o seu dever de dedicar o domingo  ao Senhor, mas não deixavam de aproveitar os seus domingos também para o descanso e o lazer.
Numa época em que máquinas, como o automóvel, e aparelhos eletrônicos, como o rádio, eram privilégio de poucos, o divertimento das pessoas era mais ligado com a natureza. Elas se divertir-se tomando banho em rios, percorrendo os matagais para comer pitangas silvestres e ver pássaros diferentes. A caçada, inclusive a de pássaros, com funda, praticada pelas crianças, também era uma forma de aproveitar a riqueza e diversidade do mundo natural.
Passear de charrete, andar a cavalo. As pessoas curtiam a beleza da  vida interiorana, sempre orientada pelas doutrinas pregadas pelos pastores e padres que atendiam às suas comunidades.

Nessas fotos, de 1925, Edmundo Schaeffer fotografou a antiga igreja católica luterana de Costa da Serra em dois ângulos.
Ela ficava próxima ao atual balneário La Toma. Junto ao cemitério da localidade, que continua no mesmo lugar de sempre. 
O que mudou foi a igreja, que antes ficava ao lado do cemitério e, depois de ser destruída num incêndio provocado por raio, foi transferida para o centro da vila, em frente ao armazém de Leopoldo Schaeffer.
A estrada onde situava-se a antiga igreja cruzava a atual estrada de Costa da Serra (hoje asfaltada), que faz a ligação de Montenegro com Brochier.
O cruzamento das duas estradas ocorria perto do armazém de Leopoldo. Perto dali, um arroio baixo e de águas cristalinas ladeava a estrada, enfeitando o caminho das pessoas, no seu deslocamento, a pé ou em charrete, até a igreja local.
Esse ambiente pacato e harmonioso sofreu um grande e perturbador impacto quando, em  1926, a natureza em determinado momento saiu do controle assustando os moradores da região.
De repente, um raio cortou o céu e atingiu a igreja luterana de madeira, provocando um incêndio que destruiu o prédio completamente. Os fiéis mais fervorosos viram, nesse fato impactante, uma mensagem de Deus. 
Felizmente, não houve vítimas e os cultos, até a construção da nova Igreja, foram realizadas nas casas de membros da comunidade. Algumas vezes ao ar livre. 
A nova igreja, agora construída em alvenaria no terreno doado por Leopoldo Schaeffer, foi erguida com o trabalho e as contribuições dos fiéis.

Texto  de Egon Arnoni Schaefferr e fotos do seu acervo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário