Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 20 de setembro de 2014

4821 - João Pessoa com Olavo Bilac: uma esquina e muitas histórias

A rua Olavo Bilac na esquina com a João Pessoa





Essa foto, postada por Flávio Brochier na página de Facebook Montenegro de Ontem recebeu dezenas de comentários.
A foto mostra a esquina das ruas João Pessoa e São João, no centro de Montenegro e nela se vê, com maior destaque, a casa onde estava instalada a Biblioteca Pública de Montenegro até alguns anos atrás. Recentemente, ela foi demolida e um prédio moderno foi construído  no mesmo terreno.
Na casa logo adiante, na esquina, se encontra hoje um prédio do INSS.
Segundo Dóris Berwanger, essa era a casa onde moraram o dentista Antônio Moojen e sua esposa   Honorina de Azevedo Moojen. Antônio Moojen, conhecido como Antonico, era pessoa muito conhecida em Montenegro. Ele sempre levava consigo balas de funcho e e rapaduras consigo, dentro de uma latinha de Fermento Fleishman, para dar às crianças.
Entre os anos 1930 e 1945, moram ali as irmãs Grams, costureiras com grande clientela na sociedade montenegrina. Faziam, inclusive, vestidos de noiva, segundo informa Glaci Daudt.
A casa que foi a biblioteca, segundo Dóris Berwanger, pertenceu, originalmente a Evinha Ody (prianista e professora de piano que fazia trilha sonora para os filmes no tempo do cinema mudo). Muito depois de Dona Evinha, morou ali Sálvio Antônio Rosa (filho mais velho do Doutor Niquinho Rosa).  Também morou ali Pedro Artur Ody. Mais recentemente, a mesma casa serviu de consultório do Doutor Paulo Müller.
Ao fundo se avista a chaminé da Cervejaria Jahn e o morro da Mariazinha. O prédio que se vê parcialmente, atrás da casa de cima, é a parte superior do prédio antigo da Câmara de Vereadores, onde funcionou, também, a Guarda Municipal e a Rádio Montenegro.
Essa foto foi feita das imediações da antiga igreja matriz e o terreno baldio que aparece antes do casario é o da casa canônica, que ainda não havia sido construída. Para se ver como essa foto é antiga, basta dizer que hoje nem a casa canônica existe mais. No lugar, agora, se encontra a agência do Correio.

Texto formulado a partir de comentários feitos a postagem na página de Facebook Montenegro de Ontem por Flavio Brochier

Nenhum comentário:

Postar um comentário