Google+ Followers

Google+ Followers

Google+ Followers

sábado, 27 de janeiro de 2018

5269 - Comunidade Evangélica do Bananal, no município de Vale Real

A cidade de Vale Real conta com um moderno templo da igreja luterana 

Conforme pesquisas realizadas, consta que 16 pais de família, que anteriormente pertenciam
à Comunidade de São José de Hortêncio, se reuniram para construir uma casa de Deus.
Os doadores do terreno para a construção da Igreja e do Cemitério foram Johann Christian Zimmermann e sua esposa Maria Margarida Zimmermann, lavrado na escritura Pública em 22 de agosto de 1908 em São Sebastião do Caí.
Inicialmente os membros estavam divididos quanto a melhor localização do terreno para o cemitério e a Igreja.
O Diário Oficial de 06 de agosto de 1924 na época denominado “A federação”, na página 05, contém os Estatutos da Comunidade Evangélica de Picada Cará quinto distrito de São Sebastião do caí, a partir de 1960, Bananal, Feliz.
A Comunidade foi fundada em fevereiro de 1878 e subordinada ao Sínodo Riograndense.
Os Estatutos foram aprovados e aceitos na Assembléia Geral da Comunidade em 09 de março de 1924.
A diretoria que assinou estes estatutos era composta pelo Pastor Georg Holder, Jacob Gräbin, Henrique Port e Phillipe Saueressig.
No início os membros eram os seguintes:
Johann Brenner, Johann Weirich, Johann Koepsell, Eduard Kinast, August Pelz, Wilhelm Regelin, Johann Christian Zimmermann, Adam Diehmer, Friedrich Lamb,
Karl Lamb, Adam Zimmermann, Phillip Rott, Karl Rüchel, Christian Zimmermann.
Inicialmente construíram no terreno doado uma casa pequena de alvenaria que servia de escola e Igreja.
Parte do alicerce desta casa foi aproveitado na construção que hoje é a casa da comunidade para encontros dos grupos existentes atualmente ( Culto Infantil, ensino confirmatório, juventude, OASE, casais, presbitério)
Em 1908 esta casa estava se tornando pequena e a comunidade resolveu construir um prédio maior só para Igreja, ficando a outra casa para escola e outros fins.
Em 11 de outubro foi lançada a pedra fundamental e no decorrer do ano seguinte o prédio da Igreja foi inaugurado.
Adquiriram também terras onde construíram a moradia para o professor da escola da comunidade (Gemeide Schule).
Mais tarde em 02/06/1957 a Igreja foi ampliada e construída uma torre para os dois sinos de bronze e demolido o antigo “glockenstuhl”.
Para auxiliar nas despesas desta ampliação foram vendidas as terras e a moradia do professor para o Sr. Erno Lamb.
Os pastores que já passaram por esta comunidade são:
P. Friedrich Klassing – 1896-1900
P. Heinrich Eduard Falk 1900 – 1919
P. Georg Weidemann 1919 -1920
P. Georg Holder 1920 – 1925
P. Schasse 1925-1930
P. Passmann 1930 -1937
P. Flogaus 1937 – 1938
P. Georg Lecke 1938 -1955
P. Hennig 1956 – 1970
P. Albino Trein 1970 -1977
P. Tauchert 1977 – 1978
P. Manfred Hasenack 1978 -1993
P. Silvio Tesche 1993-1997
P. Rudi Werhmann – 1997 – 2001
Pa. Leonira Pagung – atual desde agosto de 1998
Ainda foi construída uma capela de madeira em Vale Real, nas terras de Alcido Mielke no outro lado do rio caí, cujas famílias evangélicas eram membros da Comunidade de Bananal, para ali ministrar os cultos, porque muitas vezes as cheias do rio impediam a travessia de canoa para a localidade de Bananal.
Anos depois( 1984) os membros de Vale Real e também do Morro Gaúcho que pertenciam à Comunidade de Bananal fundaram uma nova comunidade em Vale Real e construíram ali uma Igreja maior.
O falecimento do membro mais antigo cujo túmulo ainda se encontra é de Adam Friedrich Zimmermann, falecido em 15 de abril de 1871.
Johann Zimmermann de 1892 e Christian Zimmermann de 1901.
Neste cemitério está também enterrado Pedro Graebin, nascido em 28 de julho de 1847 e falecido em 24 de julho de 1921 que participou da Guerra do Paraguai.
Podem ter sido enterrados ainda outros membros antes destas datas, mas muitos túmulos velhos já foram derrubadas e vários levados pelas enchentes do rio caí.
Na enchente do ano de 2000, um bote do corpo de bombeiros de São Sebastião do Caí, foi necessário entrar na Igreja para resgatar 5 pessoas que foram até a Igreja para guardar os hinários, bíblias, órgão e outros documentos em lugar mais alto e seguro. O púlpito precisou ser restaurado depois desta enchente. A “marca” em que o bote bateu na entrada principal foi preservada na reforma geral da Igreja de 2005.
A comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Bananal no município de Feliz com vinculação confessional à IECLB possui conforme estatística de 2008, 336 membros batizados, composta pela seguinte presbitério:
Presidente – Thomas Mielke, Vice-presidente – Marla Graziela Simon, Tesoureiro – Osório Ildo Mülle, Vice-tesoureira – Marli Mertins, Secretária – Janete Collin Wilhelmsen, Vice- secretária – Márcia Elisa Zimmermann, Conselho fiscal – Reni Zimmermann, Nestor Mielke, Anelise Tempass, Conselheiros – Osmar Plautz, Noeli Haerter, Aneli Mielke.
História da Comunidade Evangélica de Bananal
Paróquia Ev. Unidos na Fé – Vale Real
(Histórico feito pela Sra. Isolde Bender)

Histórico elaborado por Isolde Bender

Nenhum comentário:

Postar um comentário